Acentuação de palavras agudas

Para não haver confusões em relação ao anterior texto ‘Peru sem acento’, peguei numa boa gramática e, com a devida vénia, decidi transcrever aqui tudo o que nela se diz sobre acentuação de palavras agudas ou oxítonas. Só é pena esta boa gramática, como em geral todas elas, nem sequer referir a legislação em que se baseia, os tais decretos da reforma de 45. Antes de mais nada, é bom recordar que a maior parte das palavras agudas não se acentua graficamente. Aí vão, pois, os casos em que se acentuam:

«Acentuam-se graficamente as palavras agudas nos seguintes casos:
1. Quando terminam em ‘a’, ‘e’ e ‘o’ abertos ou médios,ou vogal nasal, seguidos ou não de ‘s’:

vogais abertas: dá. dás, café(s), avó(s)
vogais médias: lê, lês, revês avôs
vogais nasais: irmã(s), maçã(s)
ditongos nasais: irmão(s), mãe(s), põe, pões

Nota 1: incluem-se nesta regra as formas verbais em que desaparece a terminação ‘r’, ‘s’, e ‘z’ por se lhes juntar o pronome lo, la, los, las: aceitá-lo (aceitar+lo), sabê-las (saber+las), supô-lo (supor+lo ou supôs-lo), fê-los (fez+los), fá-las (faz-las), etc.
Nota 2
: Nos derivados de palavras graves com terminação nasal, mantém-se o til na derivação: maçãzinha, irmãozito, vãmente, etc

2. Quando terminam em ‘i’ ou ‘u’ precedidos de outra vogal com que não formam ditongo, seguidos ou não de ‘s’: aí, saí, saís, país, concluí, concluís*

Nota 1: Não se acentuam quando esse ‘i’ ou ‘u’ forma ditongo: saiu, concluiu, anuiu, pauis
Nota 2:
Não se acentuam quando seguidos de consoante que não seja ‘s’: ruim, sair, raiz, juiz, paul [posso acrescentar: Raul, Abiul, Vermoil, etc.]*
Nota 3
: Repare-se na diferença entre aí e ai; saí e sai; caí e cai

3. Quando terminam nos ditongos abertos éi, éu, ói, seguidos ou não de ‘s’:

papéis, chapéu(s), lençóis, constrói, constróis

Nota: Estes ditongos não se acentuam quando são fechados: saberei, plebeu(s), boi(s), depois

4. Quando terminam em ‘em’ ou ‘ens’ e têm mais do que uma sílaba: alguém, porém, Santarém, armazém, armazéns, mantém, manténs

Nota: Quando têm uma única sílaba não se acentuam: bem, cem, tem, tens»

(Gramática do Português Contemporâneo, José Manuel de Castro Pinto / Maria do Céu Vieira Lopes, Plátano Editora, 6ª edição 2005)

__________

* Os dois pontos marcados por mim com asterisco são os casos que podem trazer alguma confusão e levar os falantes desprecavidos a escrever com acento gráfico palavras agudas como: peru(s), rubi(s), Raul, paul, Abiul, etc. Como se vê, o caso de peru nem é mencionado, porque simplesmente não se enquadra nos casos de palavras agudas que se acentuam, o que significa que não leva mesmo acento gráfico, como de resto a maior parte das palavras agudas.

About these ads

3 Respostas

  1. esse texto ele fala sobre tudo que eu queria

    brigado bj

  2. nao persebo muito mas por o menos deu-me uma boa ajudinha obg beijinho…

  3. Não se acentua “Peru” porque se enquadra na regra 1: “Acentuam-se graficamente as palavras agudas nos seguintes casos:
    1. Quando terminam em ‘a’, ‘e’ e ‘o’ abertos ou médios,ou vogal nasal, seguidos ou não de ‘s”. Ou seja, as palavras agudas terminadas em “i” ou “u” não se acentuam. Assim, Peru. Pelo mesmo motivo, “saci”, “guru”, etc. “Café”, ao revés, leva a acentuação, haja vista terminar em “e”.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: