Um simples ponto de interrogação…

Ao contrário do que ‘pratica’ o grande escritor Saramago e seus seguidores diacríticos, que decidiram, na prática, exterminar o ponto de interrogação, vejam como um simples ponto de interrogação pode ter um incalculável valor retórico, estilístico e mesmo semântico e tornar a ironia mais irónica e decerto aceitável. Pensem no que teria acontecido às mirabolantes afirmações de Manuela Ferreira Leite, se a Senhora tivesse usado a ironia retórica da interrogação: ‘ Será que não se podem fazer reformas em democracia?’ Assim, com o ponto de interrogação bem ironizante e ainda por cima reforçado pelo futuro verbal e, depois, bem grafado nos jornais.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s