Um simples ponto de interrogação…

Ao contrário do que ‘pratica’ o grande escritor Saramago e seus seguidores diacríticos, que decidiram, na prática, exterminar o ponto de interrogação, vejam como um simples ponto de interrogação pode ter um incalculável valor retórico, estilístico e mesmo semântico e tornar a ironia mais irónica e decerto aceitável. Pensem no que teria acontecido às mirabolantes afirmações de Manuela Ferreira Leite, se a Senhora tivesse usado a ironia retórica da interrogação: ‘ Será que não se podem fazer reformas em democracia?’ Assim, com o ponto de interrogação bem ironizante e ainda por cima reforçado pelo futuro verbal e, depois, bem grafado nos jornais.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: