Melhor, pior (advérbios e adjectivos)

Na continuação da postagem “Melhor ou mais bem, pior ou mais mal?”, achei que  a explicação não ficará completa sem se acrescentar o seguinte.

Melhor, e pior, além de comparativo de superioridade dos advérbios bem e mal, podem ser também comparativo de superioridade dos adjectivos correspondentes bom e mau. São, pois, homónimos nessas duas funções. E convém não confundir as coisas. Como adjectivos, não têm alternativa com ‘mais bem’ e ‘mais mal’. Isso só acontece na sua função de advérbios e, como se disse, antes do particípio passado (regular ou irregular) dos verbos: mais bem construído; mais bem feito; mais mal aceite.

Como adjectivos, só se pode usar a forma simples  – melhor, pior. “Este acepipe é melhor do que o outro. O outro é pior, é muito pior”. Aqui, mais bom e mais mau não é correcto. Coisa curiosa: muito pior, muito melhor são uma espécie de superlativo do comparativo: “este é muito melhor do que o outro”. Isto não vem nas gramáticas, embora se use também com os outros adjectivos, na forma muito mais: “esta torre é muito mais alta do que aquela”.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: