E então porquê açoriano com ‘i’?

(Continuação do post “Porquê açoriano com ‘i’?”)

Ou, por outras palavras, porque é que os reformadores de 1945 preferiram a forma açoriano à forma açoreano que, como atrás se diz, fora usada anteriormente haveria mais de um século?

Ora bem, nos casos em que o adjectivo deriva de palavra com i no tema, não havia dúvida: o i do adjectivo estava no tema e lá continuava. Italiano deriva de Itália, colombiano de Colômbia, valenciano de Valência. E os outros em que o tema não tem ‘i’, como é o caso de açoriano e canadiano? Aí teríamos a considerar a analogia, ou mesmo a contaminação, ou ainda a imitação ou seguidismo: algum erudito teria começado a escrever açoriano, e os falantes comuns seguiram-lhe o exemplo, que até podia ser mau exemplo, o que não é excluído de acontecer…

Atenhamo-nos, por curiosidade, ao que diz o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa , de J. Pedro Machado:

Açoriano, adj. e s. , de Açores, top. Em 1868: ‘… eram extremamente graves as circunstâncias dos sitiados, porque as deserções principalmente de açorianos…’ , Silva Gaio, Mário, p. 353”

O que resta agora saber é se Silva Gaio escreveu mesmo açoriano com ‘i’ ou se o etimologista quer apenas referir a data em que aparece o vocábulo sem cuidar de referir a ortografia, pois o Dicionário Etimológico é datado de 1952, quando já vigorava a reforma de 45…

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: