Pêsames a Pilar

A Pilar del Rio, Anjo da Guarda de José Saramago, “que não deixou que ele morresse”… até ao último momento:

A morte que é o fim do Mundo para os comuns mortais, para os incomuns que, como Saramago, “se vão da lei morte libertando” (Camões, Lus. I, 2), não é mais do que o apagamento de um Homem vivo que não suportou mais viver. Não ‘morrerá’, porque a Obra que deixou à Humanidade é um gigantesco aviso, uma lembrança, uma fonte de Sabedoria que viverá connosco para sempre, até ao fim.

Um abraço muito sentido dos leitores

António Marques e Dalila Martins Bello

Pombal, 18 de Junho de 2010

Anúncios

One thought on “Pêsames a Pilar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s