Soalho, soalheiro, solar, solarego/solarengo

Anda por aí uma grande confusão com os adjectivos soalheiro e solarengo. Mesmo entre (ou, se calhar, sobretudo) os(as) senhores(as) jornalistas, de escrita e de fala. E talvez mesmo os (as) senhores(as) meteorologistas. Quando querem dizer que o dia está soalheiro dizem que o dia está ou não está “solarengo”, que os dias  estão mais “solarengos” do que na época passada.

Para que não haja mais confusões, vamos ver o que dizem os dicionários fiáveis:

Soalho 1 (L. solaculu. diminutivo de solu ), m. Pavimento de madeira; sobrado; chão da casa.

Soalho 2  (L. solaculu, diminutivo de sol), m. soalheira, o solzinho que dava, se calhar, no soalho da casa.

Sobrado (L. superatu, superare), Soalho […]

Soalheiro (de soalho<Sol), adj. Exposto ao Sol; m. Lugar exposto ao Sol; reunião de pessoas ociosas.

Solar 1, (L. solare), adj. Do Sol ou a ele relativo; (de sola) da sola; v. t. pôr solas em (calçado);

Solar 2, s. m. (L. solu) herdade ou morada de família nobre e antiga […].

Solarego ou solarengo (L. solu < solar (morada nobre), Relativo a solar (casa ou herdade nobre); s. m. senhor do solar.”  (A partir dos dicionários)

E então, soalheiro ou solarengo?

Soalheiro=cheio de sol; solarengo=relativo a solar (casa de nobre).

Dia solarengo é um dia passado num solar. Dia cheio de Sol é soalheiro;  pode ser as duas coisas – soalheiro e solarengo – se for passado num solar:. Nada de confusões! Poderíamos talvez dizer que os dois adjectivos são parónimos. Mas sinónimos não são.

Notas:
1. O duplo soalho, ambos derivados de dois diminutivos homónimos – de sol e de solu – podem dar-nos uma ideia do encontro do sol com o chão da casa, onde se estaria bem, à soalheira. A semelhança e os radicais, ou mesmo os étimos latinos, podem estar na origem dessa confusão semântica…

2. Aventa-se aqui a hipótese (parece-me provável) de que a mistura dos dois diminutivos homónimos, étimos de soalho 1 e 2, terá a ver com o solaculu de sol, o ‘solzinho’, a entrar pela janela ou pela porta iluminando o solaculu de solu, aquele bocado do chão que dava origem à bela soalheira, mesmo dentro de casa. Estão a ver?

3. Solar casa de nobre pode ter surgido (hipótese que também aqui se aventa) do facto de se tratar de uma espécie de palacete com apenas um andar, o andar do chão, do solo, para distinguir do palácio que teria, além do pavimento solar (rés-do-chão), um primeiro ou mesmo um segundo andar. Aventar hipóteses não custa, provar como tese é mais difícil, exige mais pestanas queimadas….

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: