Metalúrgico: a concessiva e os “porques”

1. A concessiva.
Concessiva – quem sabe gramática  sabe-o – é a oração que exprime uma ideia de concessão relativamente à oração que exprime a ideia principal da frase. É normalmente introduzida por uma conjunção subordinativa concessiva (“embora”, “ainda que”, “apesar de”), incluindo o próprio verbo “pesar” em qualquer das suas formas: “Pese embora…”; “pesassem embora…”; etc.

É sabido que o Metalúrgico que está salvando o Brasil tem, como formação académica, não mais do que o nível do último ciclo do ensino básico, industrial profissionalizante: metalúrgico, pois. Apesar disso, apesar de não ter curso superior – universitário ou equivalente – apesar de não ser doutor nem general, vejam, apesar disso – aí temos a concessiva – ele está salvando o Brasil. E então porquê?

2. Os “porques”
2.1. Porque vem do povo, viveu como elemento do povo, fez a universidade da vivência com o povo, como operário metalúrgico, viveu sentindo-a a miséria do povo.
2.2. Porque tentou promover o seu povo e já conseguiu o início do promoção.
2.3. Porque o não doutor que soube servir-se da assessoria da gestora, está disposto agora a continuar as suas políticas, assessorando, ele próprio, a presidente sucessora. E, perante o discurso dela na tomada de posse, o Brasil vai lá chegar!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: