Parónimos ou quase: irradiar / erradicar

“Comité Olímpico Português pondera erradicação de Carolina Borges” (in JN, 09.08.2012: http://www.jn.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=2712358)

Sem me querer meter na discussão sobre o que pretende o Comité Olímpico Português, no sentido de penalizar a atleta Carolina, quero apenas pegar no uso – que me parece incorrecto – da palavra ‘erradicar/erradicação’.

É claro que, nos dois verbos do título, além da diferença etimológica, há também uma diferença semântica.

Irradiar – Trata-se do verbo  radiar, que deriva do latino radiare (com o radical de radiu- = raio). O prefixo ‘in’ (com o ‘n’ assimilado pelo ‘r’ inicial da primitiva) reforça o sentido de movimento: afastar de si (de um centro ou de uma coisa ou de uma ideia), espalhar, difundir, mandar para fora, tendo em vista o âmbito radial do centro de qualquer superfície. Há aqui um certo sentido horizontal, em relação a uma coisa que se espalha a partir de um centro.

Erradicar – trata-se do verbo radicar que deriva do latino radicare (com o radical de radice– = raiz), com o prefixo ‘e’ que significa ‘para fora’: puxar para fora pela raiz, arrancar qualquer coisa pela raiz. Há um certo sentido vertical, de baixo para cima.

Ter em conta, nos dois exemplos, o sentido próprio e o sentido figurado.
É claro que os senhores do Comité terão querido dizer irradiar

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s