Dois Sujeitos com S grande

Terça, 09 de Outubro de 2012. “O Amor É”. Inês Menezes propõe o tema: “racionamento ou racionalidade”. E o professor Machado Vaz expõe. Expõe e – me parece – expõe bem. “Racionamento” lembra logo a guerra. Os mais novos não se lembram. Mas os ‘entas’, como eu… Oh se lembram! “Racionamento” lembra “ração”: tudo era “racionado” naquela malvada guerra de 40! E os tais da Ética não tinham (não têm) outra palavra! E, no entanto, palavras não faltam. Vejam: racionalidade, razoabilidade e até ratio, que os economistas, ignorantes do latim (para não dizer, também, ignorantes da economia…), masculinizaram: para eles é “o rácio”…

Naquela situação de racionalizar os cuidados dos doentes de gravidade (que já não terão mais do que dois anos de vida…), quem decide? Quem é o sujeito da decisão? Calma aí! “São dois os Sujeitos. Com S grande! O técnico profissional e o paciente”! Foi o professor quem o disse.

E alguém, de vocês, achará que não está bem dito? Recomendo-vos, então, Comunicação em Contexto Clínico, de José M. Mendes Nunes (Lisboa, 2010). É só clicar (no título) e vão lá dar. Experimentem ler o capítulo 5: “MÉTODO CLÍNICO CENTRADO NO PACIENTE”. Experimentem mesmo! Detenham-se na Fig. 7, página 62 e, já agora, a Fig. 8, página 64.

Nesse ponto, uma citação:

“Nos anos 70, George Engel defende que só a abordagem simultânea das dimensões biológicas, psicológicas e sociais da doença permitem a compreensão e a resposta adequada ao sofrimento dos doentes. Nascia o modelo bio-psico-social, defendendo uma abordagem holística em oposição ao modelo biomédico prevalente.”

E a propósito. Então não foi já Hipócrates (séc. IV a. C) que descobriu que “não há doenças, há doentes”? Sim, o tal do juramento!

Para terminar mesmo, só mais uma citação:

“O MÉTODO CLÍNICO CENTRADO NO PACIENTE (MCCP). Para McWhinney, estar centrado no paciente significa estar aberto aos sentimentos do paciente, significa chegar a estar envolvido com o paciente de um modo que dificilmente se consegue se seguirmos o velho método (o biomédico) [centrado no médico, pois claro]”.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: