Arco da Velha, o Arco da Reinação: texto epigramático – 3

Campanha / Sondagens / Sondageiros(as) / Sondagices / ‘Sondageado(s)’

A) Com a devida vénia, se transcreve aqui um parágrafo da coluna ‘Jogos de futebol marcados para o dia das eleições presidenciais’:

“Em matéria de campanha, as críticas de Marcelo aos gastos de campanha fizeram ontem ricochete, com Mariza Matias a lembrar que o ex-líder do PSD [Marcelo, claro] “durante mais de 10 anos pago para fazer campanha [ via comentários televisivos] e para promover a sua agenda ao lugar que queria concorrer”: ser presidente”. (in DN 30/12/15, p. 13).

Mas não bastaria andar meses, anos seguidos ‘oficiando’ a tal missinha na TVI depois do Jornal das oito, ‘campanhando-se’ (passe o neologismo…), e, depois, gabarolando-se como se a presidência já lhe estivesse no papo (passe agora o populismo…).

E então as sondagens? Não lhe dão, já, a coisa no papo?| Pois é mesmo por causa das sondagens que venho aqui. O que são as sondagens? Que credibilidade nos podem merecer as sondagens? As sondagens, meus caros amigos, são construções opinativas, cientificamente elaboradas, supostamente a pedido do ‘sondageado’, não para ‘sondar’, para ‘estimar’, para ‘predizer’, para ‘profetizar’… o resultado da votação; mas sim para ‘fazer a cabeça dos que hão-de votar, para que ponham a cruz eleitoral lá na quadrícula daquele que eles pretendem seja o eleito. E, quanto mais ignorante e mais crédula é a massa do eleitorado, mais votos terá o ‘sondageado’… Ou então, quanto mais universitária e católica seja a sondageira, mais certeira poderá ser a ‘sondagice’.

E é assim que, muitas vezes, a sondagem dá com o(s) eleito(s) sondageado(s)…

Por isso, Povo do meu País, tem cuidado! Não votes nos que são dados como eleitos, mas sim naqueles que, pela tua cabeça!…, consideres mais digno(s) da tua votação! Mas, já agora, só uma pergunta que nos sugere o título da coluna: Porque se marcam os jogos de futebol para os dias das eleições? Acham vocês que é por acaso?…

– Não:
De modo nenhum, não!:
quanto mais lá vão
às cafurnas
dos estádios
(ou estadiões?…),
menos votarão
nas urnas
dos ‘Sábios’….
(ou dos ‘Sabichões!…)

B) Aforismo estranho.

A propósito das sondagens da Católica.

Nas minhas andanças por terras deste Pombal, encontrei um dia um popular idoso que saiu de lá (da sua longa e antiquíssima sabedoria) com este espantoso e misterioso aforismo: “Quanto mais cristões mais ladrões!!” E, estupefacto, pus-me a pensar: “cristões!…” Será este um aforismo vindo do tempo dos Mouros, derrotados aqui (precisamente aqui, a zona mais crítica entre os Cristãos do Norte e os Mouros do Sul, e o dito aforismo terá sido criado e usado pelos Mouros, vencidos, da Reconquista?… Vejam vocês: ‘cristões’! – sic).

António Ínsulo
Pombal, 2/1/2016

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: